Deus quer íntimos

1Jo 2:14 – “Jovens vós sois fortes, pois venceste o maligno, e a Palavra de Deus está em vós.”

Introdução: Davi ao executar o Salmos 23,  conforme a tradição judaica,   quando estava cercado num oásis, à noite, por tropas de um rei inimigo, daí o Salmo inserir tamanha confiança na Providência Divina contra os inimigos e pelo Teólogos o salmo foi produzido por Davi em sua época de pastor de ovelhas. Mas na verdade o que este salmo demonstra é que Davi tinha intimidade com o Senhor Deus, e isso se desenvolveu na sua adolescência.

Imagem relacionada

Vamos fazer alguns questionamentos:

Por que o jovem é forte? E por que já venceu o maligno?

Para o jovem, estar na igreja e no Senhor é uma dificuldade imensa, pois o mundo vive tentando roubar seu coração, ensinar falsas doutrinas e fazer do jovem um fraco. Mas o jovem vence o maligno quando entrega seu coração a Deus e se deixa trabalhar na força da juventude pra Deus. Mas o real momento que ele consegue vencer as adversidades na sua vida é quando faz da Palavra da Verdade um escudo pra sua vida. Veja o versículo na parte b de 1Jo2:14: “pois a Palavra de Deus está em vós.” Pois a Palavra é o FORTE ESCUDO do Jovem.

Não foi de graça que Davi foi chamado o homem segundo o coração de Deus (At 13:22), pois cumpriu toda a vontade de Deus na terra. O prazer de Davi era o mesmo de Js 1:8 meditar na lei do Senhor de dia e de noite, pois ele salmodiava isso. Davi fazia “tehillah” pra Deus, cantava na presença Dele com expressão de vida, isso indica um canto, um louvor, um hino de oração. Essa é a palavra usada muitas vezes nos salmos, que em hebraico são chamados “Sefer Tehillim”, ou seja, livro dos cantos, dos louvores. Nesse caso tehillim é o plural de tehillah.

Davi sabia estar na presença de Deus, pois seu nome foi colocado no rol dos Heróis da Academia da Fé de Hebreus, Hb 11:32. Davi era um intercessor nato. Isso era natural pra ele. Seus tehillah demonstravam intimidade, comunhão e expressão de adoração. Davi através da intercessão e da adoração à Deus desenvolveu INTIMIDADE com Ele. Deus quer desenvolver esta mesma intimidade com você jovem. Como?

1. Orando – Mas o que é orar?  É relacionamento. É conversar com Deus. Como Deus fazia com Adão no Jardim do Éden, ou Jardim de Delícias, todos os dias a tardinha. Deus quer se relacionar com você. Hoje talvez você comece tímido, mas com o tempo isso será fichinha, porque o verdadeiro amor lança fora todo o medo (1Jo 4:18).

Intimidade se constrói. Como um namoro, você não começa dizendo (oh cara, aqui estou, eu, a Gertrudes e você venha aqui me ajudar). Primeiro batem os primeiros chamegos, perguntam-se coisas da vida um do outro. Você não tem perguntas pra Deus? – P.ex.: Como você é? Como posso entrar em tua presença e não sair mais? – Se você não tem perguntas pra Deus, Ele tem pra você. Construa com Ele um relacionamento, falando com Ele todos os dias. Não apenas: Deus Pai todo poderoso, criador dos céus e da terra…, mas meu amigo, que podemos fazer hoje juntos?

Com o passar do tempo você vai ficando tão íntimo Dele, que você começará a ter os mesmos pensamentos Dele. A Bíblia nos diz que nós temos a mente de Cristo (1Co 2:16) e como temos isso (Rm 12:2)? Pensando como Ele, falando como Ele, vivendo como Ele, sentindo seu coração, sabendo a sua mente, ou seja, nos relacionando com Ele.

Jesus era judeu, pensava como judeu, vivia como judeu. Como posso pensar como Ele?

2. Lendo Sua Palavra – A maneira mais fácil de conhecê-lo é lendo Sua Palavra. Porque Jesus é o verbo (Jo 1:1), Ele é a Palavra viva do Deus eterno, nada do que foi feito, foi feito sem sua presença. Quando lemos sua palavra, podemos orar e adorar conforme Sua palavra, desenvolvendo a mente de Cristo. Ual! Porque Jesus é o cara! Sim! Meu ídolo! E quando tenho alguém pra seguir, como ídolo, tudo muda, minha vida muda, meu entendimento muda, tudo, tudo muda. Eu não começo a me relacionar intimamente com Ele, mas começo a adorá-lo verdadeiramente, pois são estes que o Pai procura (Jo 4:23).

3. Adorando – O relacionamento com Jesus me faz me tornar mais parecido com Ele e adorá-lo. Começo a ver a beleza do seu coração, seu amor, suas respostas, seus pensamentos.

Davi orava, cantava, se relacionava com Deus, se tornou amigo e depois ÍNTIMO, tanto que descobriu os segredos do coração de Deus. Davi descobre uma reunião no céu antes mesmo de Jesus vir a terra, e isso é reforçado no Novo Testamento. Diz Davi: Disse o SENHOR ao meu Senhor: Assenta-te a minha direita até que ponha teus inimigos por estrado dos teus pés (Sl 110:1). E quando o cego de Jericó fala com Jesus, o chama de Filho de Davi (Lc 18:38). Logo a frente quando Jesus está ensinando seus discípulos e discutindo com os escribas da lei em Lucas 20:41-44, Jesus questiona como pode o Cristo ser o Filho de Davi e repete a palavra escrita no livro dos Salmos – Se Davi lhe chama Senhor, como é ele seu filho? Gente é demais né.

Davi descobriu uma reunião nos céus, onde o Pai estava sentado com Jesus falando acerca das coisas que viriam no futuro, que ainda não tinham acontecido.  Jesus, no Evangelho de Lucas, explica que Ele não era o filho de Davi, poderia ser da linhagem, mas não Filho dele,  porque Jesus era o Cristo que estava entre eles. Davi ouviu o coração de Deus, descobriu os segredos de Deus.

Davi não para aí, não! Pasme. Ele começa agora a querer ir mais fundo, mais além. Independente de seus pecados, ele quer agradar a Deus, agradar seu coração. Davi gasta tempo com Deus. Faça isso: GASTE TEMPO COM DEUS.

Davi agora descobre o modelo de adoração celestial e traz pra terra esse modelo, 24h/7d em que a adoração, a intercessão e a proclamação da palavra estão conectados ao modelo de Deus. Davi cria o Tabernáculo de Davi, traz a Arca da Aliança, que o povo nunca pode ver, mas Davi coloca a Arca da Aliança em uma tenda, em um Tabernáculo pra que Deus fique próximo do seu povo. Assim como a graça fez conosco, quebrando a barreira que nos impedia de ir a Deus, através do qual somente podíamos ir através do sacerdócio levítico, agora, podemos ir através do sacerdócio de Melquisedeque, pois o véu do templo se rasgou e posso entrar confiadamente perante o trono da graça.

Durante 40 anos o Tabernáculo de Davi esteve ativo sobre a terra, adorando a Deus 24 horas por dia, 7 dias da semana. Davi ensinou o povo de Israel a amar a Deus, a ter intimidade com Ele, e a chegar-se a Deus – 2Cr 35:15. Asafe, Hemã e Jedutum são aqueles que dirigiram o céu na terra por 40 anos com suas famílias.

Podemos adorar a Deus 24h/7d? Claro, e inclusive Deus está levantando igrejas, Casas de oração que estão já fazendo isso. Existem no mundo hoje 1700 Casas de Oração 24/7, isto em 2018. Isso é avivamento mundial. Uma igreja apaixonada por Jesus e que não é mais uma Noiva Pacata e esquizofrênica, mas uma Noiva apaixonada que está disposta a se tornar íntima de Jesus.

Concluindo:

Como me torno íntimo? Andando com Deus, quanto mais andamos com uma pessoa mais parecido com ela nós ficamos e nos tornamos aquilo que obedecemos (Rm 6:16 – Não sabem que, quando vocês se oferecem a alguém para lhe obedecer como escravos, tornam-se escravos daquele a quem obedecem: escravos do pecado que leva à morte, ou da obediência que leva à justiça?). O mundo diz: mostra com quem andas, que direi quem tu és. Jesus diz: aquele que me ama, obedece aos meus mandamentos.

Jesus é o modelo. Vamos nos relacionar com Ele: a)Orando – conversando com Deus; b)Lendo a Palavra – conhecendo a Deus; c)Adorando – declarando Sua majestade e Seus feitos. Queremos ouvir seu coração, vamos gastar tempo com Ele.

Deus os abençoe, não seja apenas amigo de Deus, mas íntimo.

 

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: