Estudo sobre: O Tabernáculo De Davi

1.Introdução

O Tabernáculo de Davi foi estabelecido logo após Davi ter sucedido Saul como rei; a arca do concerto, que representava a presença e o poder de Deus, havia sido capturada pelos filisteus retornaram-na a Quiriate-Jearim, onde ela permaneceu na casa de Abinadabe (1Samuel 4:1 e 7:1). Davi desejava a presença manifesta de Deus com ele e com o povo de Israel, então ele procurou levar a arca para Jerusalém e colocá-la numa tenda no Monte Sião (2Samuel 6 , Crônicas 13 e Crônicas 16).

Anteriormente à sua captura, a arca havia sido alojada no tabernáculo de Moisés, localizado na câmara interior chamada de o Santo dos Santos; lá não era permitida a entrada de ninguém, exceto ao sacerdote, que podia adentrar uma vez por ano, tendo de salpicar o sangue de um animal sobre o propiciatório, que cobria a arca Hb 9:1, 7; povo podia se aproximar somente até o pátio externo do tabernáculo para apresentar seus sacrifícios e adorar a Deus.

O Tabernáculo de Davi marcou uma mudança revolucionária daqueles sistemas que separavam Deus do povo, sem violar o espírito da lei de Moisés. Davi cultivou um espírito de intimidade, novamente entre o povo e o Senhor.

2. O Significado da Restauração do Tabernáculo de Davi

O grande significado do Tabernáculo de Davi está no fato de que a arca, a verdadeira presença de Deus, estava de volta entre o povo de Jerusalém. O povo foi ensinado por Davi a adorar a Deus com louvores, ações de graça e júbilo; foram ordenados uns dezesseis ministérios para atuar vinte e quatro horas por dia, sete dias na semana e nenhum desses ministérios estava relacionado com culpa ou condenação, e todos refletiam o reconhecimento da misericórdia, da bondade de Deus e da incondicional aceitação de todos que se aproximam Deus na fé.

A restauração de Davi, hoje em dia, significa largar o legalismo, a mentalidade de julgamento e de condenação, voltando-se para o povo sofrido da igreja e do mundo com os braços abertos de um Deus de amor Hb 10:1,25, o Senhor está convidando todos para se voltarem a Ele, para deixá-lo limpar todos os nossos pecados e para recebermos o frescor que vem ao estarmos na verdadeira presença do Senhor At 3:19.

3. Davi e seu Padrão Profético

O Tabernáculo de Davi foi implantado em Israel removendo os padrões religiosos. Não foi contrário à lei nem ao modelo de Moisés.

O Tabernáculo de reunião continuou existindo em Gibeon, onde ofereciam cerimoniais e sacrifícios. Mas a arca da Aliança estava na terra preparada por Davi, em Sião.

Davi como profeta e vidente de Deus, nos introduziu no padrão celestial de adoração angelical. O Tabernáculo e a sua função foram proféticos. Era um modelo de vida no qual Deus dava as ordens, governava e ministrava continuamente a Israel, por meio de sua adoração contínua.

O Tabernáculo de Davi foi planejado e revelado por Deus. Ele é um vislumbre Antigo-testamentário da Graça. Hoje estamos vivendo nesta hora profetizada por Davi. O Cordeiro de Deus, Jesus Cristo, já derramou o sangue que nos limpa e nos salva, e já não há necessidade de religião nem de cerimônias com animais.

Hoje, temos entrado em nosso destino profético definido por Deus: louvai e adorar continuamente ao Senhor.

O modelo Davídico foi profético em toda sua extensão. Davi introduziu na vida de Israel a vida do Espírito e a ministração profética. Em sua mensagem simbólica, Davi bradou: “Não mais sacrifícios de animais perante a Arca, mas somente sacrifício de louvor”. Ele disse por anos: “Não mais Siló, e nem Sião; louvor e adoração contínua”.

A igreja está voltando ao padrão bíblico, aos modelos do Espírito que são apostólicos e proféticos. Aleluia! E terá também adoração profética do mais alto nível, creio pessoalmente que será num nível superior ao do Antigo Testamento. Assim seja, Senhor!

“E quando todos os levitas que eram cantores, isto é, Asafe, Hemã, Jedutum e os filhos e irmão deles, vestidos de linho fino, estavam de pé, para o oriente do altar, com címbalos, alaúdes e harpas, e com eles até cento e vinte sacerdotes, que trocavam trombetas; e quando em uníssono, a um tempo, tocaram as trombetas e cantaram para se fazerem ouvir, para louvarem ao Senhor e render-lhe graças; e quando levantaram eles a voz com trombetas, címbalos e outros instrumentos músicos para louvarem o Senhor. Porque Ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre, então sucedeu que a casa, a saber, a Casa do Senhor, se encheu de uma nuvem; de maneira que os sacerdotes não podiam estar ali para ministrar, por causa da nuvem, porque a glória do Senhor encheu a casa de Deus”. 2Crônicas 5:12, 14.

4. Elementos Proféticos do Tabernáculo de Davi

Então Davi deixou ali, diante da Arca da Aliança do Senhor, a Asafe e a seus irmãos, para ministrarem continuamente perante a arca, segundo se ordenara para cada dia. E mais a Obede-Edom com seus irmãos, sessenta e oito; a este Obede-Edom, filho de Jedútun, e a Hosa, ordenou por porteiros. E mais a Zadoque, o sacerdote, e a seus irmãos, os sacerdotes, diante do tabernáculo do Senhor, no alto que estava em Gibeão. Para oferecerem continuamente ao Senhor os holocaustos sobre o altar dos holocaustos, pela manhã e à tarde; e isto segundo tudo o que está escrito na lei que o senhor ordenara a Israel. E com eles deixou a Hemã, e a Jedútum e aos mais escolhidos, que foram nominalmente designados para louvarem o Senhor, porque sua misericórdia dura para sempre. Com eles, pois, estavam Hemã e Jedútum, e trombetas, e címbalos para os que os faziam ouvir, e instrumentos musicais de Deus; porém os filhos de Jedútun estavam à porta. Então, se retirou todo o povo, cada um para sua casa; e tornou Davi, para abençoar a sua casa”. 1Crônicas 16:37, 43.

O Tabernáculo de Davi foi uma verdadeira plataforma de mover profético do Senhor, que nos ensina acerca de todos os elementos do Espírito, que deveriam estar fluindo na Igreja. Vejamos alguns deles:

01- Salmistas e dirigentes de louvor; 17- Profecias em forma de cânticos;
02- Músicos e cantores; 18- Adoração com harpas e cordas;
03- Danças em grupo; 19- Diversidade de instrumentos;
04- Danças proféticas; 20- Adoração contínua ao Senhor;
05- Grandes corais; 21- Louvor por turnos e famílias;
06- Porteiros e guardas do santuário; 22- Bênção em cada casa;
07- Cânticos proféticos; 23- A glória de Deus manifesta;
08- Salmos e cânticos espirituais; 24- Atitudes proféticas;
09- Cantos dos degraus e hinos; 25- Proclamação e glorificação ao nome do Senhor;
10- Júbilo e aclamação; 26- Cerimônias conforme a palavra (pelo Espírito);
11- Bater de palmas e aplausos; 27- Santificação e confissão diante de Deus;
12- Expressão de louvor; 28- Vozes e brados de alegria;
13- Ações de graça; 29- Prostração perante o Senhor;
14- Festa; 30- Adoração de judeus (Asafe) e gentios (Obede-Edom);
15- Som de trombetas e shofares; 31- Risos e gozo;
16- Som de címbalos ressonantes; 32- Presença de Deus.

5. Deus Amou a Davi e ao seu Tabernáculo

“Agora, pois, assim dirás ao meu servo Davi: assim diz o Senhor dos exércitos: Tomei-te da malhada, de detrás das ovelhas, para que fosse príncipe sobre o meu povo, sobre Israel. E fui contigo, por onde quer que andaste, eliminei os teus inimigos diante de ti e fiz grande o teu nome, como só os grandes têm na terra”. 2 Samuel 7:8,9

Deus amou a Davi. Ele era um homem conforme o seu coração. Pensava como Ele, e a visão de Deus foi seu anelo sempre. Davi se preocupou em levantar a Deus adoração contínua enquanto foi rei, por quarenta anos. Por isso Deus lhe concedeu a vitória sobre todos os seus inimigos.

Adoração nos traz o poder e a autoridade de Deus para derrotar o inimigo. Amém!

6. Por Que Deus Amou Davi?

01- Porque foi seu mais fervoroso adorador;

02- Porque sua adoração tinha a paixão de um enamorado;

03- Porque desejou, acima de tudo, estar perante o Senhor;

04- Porque derrubou poderes e modelos religiosos para estabelecer o modelo divino de louvor;

05- Porque ensinou o povo a adorar ao Rei;

06- Porque se despojou de sua posição terrena para adorar;

07- Porque foi humilde diante do Senhor;

08- Porque, continuamente, fazia confissão de seus pecados ao Senhor;

09- Porque amava a Deus acima de seus amores terrenos;

10- Porque entesourou riquezas para lhe edificar uma casa;

11- Porque viveu e lutou para levantar o nome do Senhor seu Deus. Amém;

12- Porque não descansou até levantar a Deus morada no meio dos louvores.

7. Porque Deus Amou o Tabernáculo de Davi?

01- Porque ali seu povo lhe amava livre e voluntariamente;

02- Porque ali tinha experiências do amor com Davi;

03- Porque ali Davi descansava em sua presença;

04- Porque ali a mesma adoração do céu foi manifesta, vinte e quatro horas por dia, continuamente;

05- Porque Davi estabeleceu na terra o modelo de adoração dos céus;

06- Porque ali teve adoração nacional coletiva;

07- Porque ali os nobres o honraram como Rei dos reis;

08- Porque ali era levantada adoração espontânea;

09- Porque ali o povo cantava a Deus numa nova canção por causa da revelação de Deus neles;

10- Porque ali profetizava o amor de Deus pelo homem;

11- Porque a adoração contínua lhe permitia estabelecer seu trono naquele lugar. Deus, literalmente, se entronizou em Israel para governar seu povo;

12- Porque ali recebia verdadeiro amor de seu povo e não religiosidade. Amém!

Por isso, que das quatro estruturas para revelar o Plano de Deus: A Arca de Noé, o Tabernáculo de Moisés, o Tabernáculo de Davi e o Templo de Salomão – o Senhor escolheu tomar a edificar o Tabernáculo de Davi. Aleluia!

8.Conclusão

 

O Senhor tem um propósito para a igreja nestes últimos dias quanto à restauração do Tabernáculo de Davi, veja o que diz o texto: “Depois disto voltarei, e reedificarei o tabernáculo de Davi, que está caído, levantá-lo-ei das suas ruínas e tomarei a edificá-lo”. “Para que o resto dos homens busque o Senhor, e todos os gentios (povos) sobre os quais o meu nome é invocado…” At 15:16 e 17.

Percebe-se que o propósito maior desta restauração é atingir vidas em todos os lugares. Povos e nações serão atraídos a Jesus Cristo pelo louvor e adoração da Igreja. Sem formalismo e legalismo, mais com liberdade no Espírito Santo.

Nunca se conquistou tanto como foi na época de Davi. A restauração do Tabernáculo se refere a nós como templo. Deus está nos chamando para sermos conquistadores, a restaurar o período de louvor, adoração e de conquista como foi na época de Davi. Nós somos esta Geração de Davi, e que se cumpra a vontade de Deus sobre as nossas vidas.

Pr.José Roberto M.Santos

Ministério Apostólico

Um comentário sobre “Estudo sobre: O Tabernáculo De Davi

  1. Pingback: O Espirito da Tenda de Davi | Escritores da Adoração

Os comentários estão desativados.